• Instagram

Governo do Estado amplia o número de municípios do Mais IDH na rota de fornecimento de mandioca

Em 21/11/2019

A parceria entre a Ambev e o Governo do Estado do Maranhão, por meio da Sedihpop, SAF, Agerp, Seinc, Sefaz e Sagrima, ampliou o número de municípios integrantes do Plano Mais IDH que fornecem mandioca para a produção da cerveja Magnífica. Atualmente, cinco cidades são produtoras, sendo elas: Araioses, Água Doce, Afonso Cunha, Santana do Maranhão e Aldeias Altas. Até o início de 2020, a meta é comprar em 14 dos 30 municípios atendidos pelo Plano.
Para o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, que também coordena o Comitê Gestor do Mais IDH, o Governo tem oferecido condições para que os agricultores possam produzir com mais constância e mais qualidade, além de oferecer para as famílias produtoras a garantia de demanda permanente de venda. “Essa parceria entre o Governo do Maranhão e a Ambev possibilita às famílias que vivem da agricultura familiar ampliarem a sua renda, garantindo o acesso a uma venda fixa da mandioca. Na negociação da compra da mandioca nos povoados que fornecem o produto, não há os ditos atravessadores, que podem lucrar com o trabalho das famílias, comprometendo o produtor rural, a venda se dá diretamente para a empresa que, em alguns casos, com o apoio das prefeituras das cidades, levam seus caminhões para os locais de comercialização da mandioca”, disse.
A Ambev, por sua vez, estabelece alguns critérios para a compra da mandioca dos produtores, como a proibição do trabalho escravo e/ou infantil; a não relação ou benefício indevido de entidade ou funcionário público; e a garantia do tempo entre colheita e carregamento de 24 horas, mínimo de 25 toneladas.
O projeto da cerveja Magnífica, entre o Governo do Estado e a Ambev gera um ciclo de desenvolvimento em toda a região, sempre desejado pela coordenação do Mais IDH. “As famílias que realizam o plantio da mandioca se animam e produzem cada vez mais. Nós temos um benefício concreto para os produtores do perímetro, com possibilidade de expansão para outras áreas do estado, à medida que o produto cresça”, ressaltou o secretário de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves.
Também está em negociação a implantação de uma indústria de fabricação-fecularia no Maranhão, prevista para ocorrer até 2021. A indústria irá transformar a mandioca em fécula, polvilho doce (goma seca), tapioca úmida e farinha de mandioca de vários tipos. Atualmente, a Ambev está capitalizando investidores para a construção da indústria.

Endereço:

Av. Jerônimo de Albuquerque, S/N, 2º Andar, Bloco A, Edifício Clodomir Milet,
Calhau- São -Luís/MA. CEP: 65074-220

Telefone: (98) 3256-5330

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br