• Facebook
  • Twitter
  • Instagram

19ª Edição do Diálogos Insurgentes reflete sobre as trajetórias negras na academia

Em 29/09/2020

Será realizada, nesta quarta-feira (30), a 19ª Edição dos Diálogos Insurgentes, que refletirá sobre as “Trajetórias de Negros(as) na Academia”. O tema escolhido decorre do entendimento de que a academia é ainda permeada de racismo, desigualdade e sub-representação do povo negro, inclusive, com baixo número servidores públicos negros compondo o corpo docente das universidades brasileiras. Para refletir sobre esses temas, foram convidados a pesquisadora doutora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP), Roseane Borges e, o professor doutor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Álvaro Pires.

O Diálogos é promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), por meio da Superintendência de Educação em Direitos Humanos, tendo como objetivo a promoção da educação em Direitos Humanos a partir da abordagem autêntica, profunda e responsável sobre o tema. Em decorrência da pandemia, o evento foi adaptado para a plataforma online, com transmissão ao vivo pelo canal “Direitos Humanos Maranhão” no Youtube.

O secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Chico Gonçalves, destacou que o tema do racismo é um tema sempre vivo na sociedade brasileira, pois é a base de suas instituições, também por isso, é preciso enfrentar e expor esse elemento que é engrenagem das desigualdades e injustiças do país: “A Universidade é um lugar chave nesse processo, é onde se produz conhecimento, que é o primeiro passo para mudar a realidade ainda permeada de racismo. Sua história começa a mudar com as políticas de democratização do acesso ao ensino superior, que é recente e recorrentemente, ameaçado. É preciso defender a universidade pública e diversa”, concluiu.

Os convidados

Rosane Silva Borges: jornalista, pesquisadora colaboradora do Centro Multidisciplinar de Pesquisas em Criações Colaborativas e Linguagens Digitais (Colabor), da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). É doutora e mestre em Ciências da Comunicação pela USP (2008), ex-coordenadora nacional do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra (CNIRC), da Fundação Palmares, órgão do Ministério da Cultura (2013). Possui diversos livros publicados, entre eles: Esboços de um tempo presente (2016), Mídia e Racismo (2012); Jornal: da forma ao discurso (2002), Rádio: a arte de falar e ouvir (2003), Espelho infiel: o negro no jornalismo brasileiro (2004).

Álvaro Roberto Pires: possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1990), mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1993) e doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999). Atualmente é professor associado II da Universidade Federal do Maranhão, lotado no Depto. de Sociologia e Antropologia (DESOC) e docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCSoc).

O que: 19ª edição do Diálogos Insurgentes
Quando: 30 de setembro (quarta-feira)
Horário: 17h
Onde: canal Direitos Humanos Maranhão no Youtube.

Endereço:

Av. Jerônimo de Albuquerque, S/N, 2º Andar, Bloco A, Edifício Clodomir Milet,
Calhau- São -Luís/MA. CEP: 65074-220

Telefone: (98) 3256-5330

Horário de atendimento: segunda – sexta, das 8h às 19h

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br